Fundulopanchax amieti

fp.-amieti_c89_31
Descrição original Radda, A.C. 1976. Neubeschreibung vo Aphyosemion amieti nov. spec. Aus Kamerun und Aphyosemion deltaense nov. spec. Aus Nigeria.
Subgénero Paraphyosemion Radda, 1977.
Etimologia Em honra do Pof. Jean-Louis Amiet, entomologista e ecologista francês.
Localidade tipo 500m Oeste de Somakak (ou SongMakak), estrada de Koupongo, sistema do rio Sanaga, Sudoeste dos Camarões
Populações e códigos Somakak, Sud Sanaga,  C 89/31, C 89/32, CMG 13/2, EMS 90/16, HJRK  92/18
Comprimento do macho 7 cm
Comprimento da fêmea Mais pequena
Habitat
e distribuição
Riachos e áreas pantanosas de floresta primária. República dos camarões.
Manutençã0 Espécie de fácil a moderada manutenção. Aconselhável duas ou mais fêmeas por macho devido à agressividade destes.
Reprodução Os ovos podem ser depositados em substrato vegetal (turfa ou fibra de coco) colocado numa pequena caixa no fundo do aquário, ou mops de lã acrílica também colocados no fundo do aquário. Passados alguns dias o substrato de postura é recolhido e os ovos colocados a incubar num saco de plástico. Se o meio de postura escolhido for o mop recomenda-se a remoção dos ovos várias vezes por semana sendo estes colocados a incubar em recipientes com turfa húmida ou em água. A incubação em água demora três a cinco semanas ou, se guardados em substrato vegetal, de um a três meses consoante a temperatura de incubação e a humidade presente no substrato.
Temperatura (ºC) 10.  11.  12.  13.  14.  15.  16.  17.  18.  19.  20.  21.  22. 23.  24. 25.  26.  27.  28.   29.  30.  31.  32.  33.  34.  35
pH 5.4 – 5.6 – 5.8 – 6.0 – 6.2 – 6.4 – 6.6 – 6.8 – 7.0 – 7.2 – 7.4 – 7.6 – 7.8 – 8.0 – 8.2 – 8.4
Iluminação  muita intensidade – média intensidade – pouca intensidade – luz difusa
Aquário (capacidade mínima)  10L;  20L;  30L;  50L;  100L
Observações Os recém-nascidos podem ser alimentados com náuplios de artémia desde o nascimento
Fundulopanchax amieti
fp.-amieti_c89_31

Fundulopanchax amieti

0