Carregando conteúdos...
...Por favor aguarde!
English
Notí­ciasAgendaOutros SitesPesquisaContactosLivro de Visitas
 
toplogo
   
Voltar Convenções APK

I Convenção Internacional APK - 2001

Texto publicado no BAPK Vol. III nº 6 Nov./Dez. 2001
 

Foi nada menos que um sólido sucesso a coroar os esforços de todos aqueles que na APK durante estes anos se empenharam em estruturar a nossa associação e que trabalharam arduamente para que este salto em frente, que foi a nossa primeira convenção, se saldasse por uma vitória inquestionável.

Mas começando pelo principio, as nossas expectativas em muitos aspectos foram largamente excedidas, a começar pelo número de peixes que os estrangeiros mandaram. O meu desejo inicial era que tivéssemos pelo menos 100 lotes na convenque ões tinham missões atribuídas e o trabalho começou bem antes dos dias mais próximos a 20 e 21 de Outubro, datas oficiais do evento. O Vasco Gomes e o Pedro Castelo chegaram a meter férias para já na quinta e na sexta feira anteriores começarem com o trabalho; havia pelo meio deslocações frequentes à Milaquários para ir carregando a carrinha do sempre prestável Mário Melo com diverso material, que ia sendo montado enquanto o Eduardo Sardo perdia a noite na montagem da instalação eléctrica, tarefas em que foram ajudados por vários outros. Pelo meio a recepção e instalação dos estrangeiros que iam chegando.. Sábado, dia da verdade, a casa da cultura na Apelação, Loures, é o centro de um turbilhão de actividade frenética, torna-se aparente que seriam necessárias mais pessoas para o inusitado trabalho extra derivado do afluxo extraordinário de peixes. O Eduardo Sardo estava à beira da exaustão. O Fernando Rodrigues e o Luís Sousa incansavelmente registam a interminável lista de peixes que não param de chegar. O Felipe Torre e esposa foram incansáveis , o mesmo para o Luís Oliveira que quase não teve tempo de ver os peixes. O Alberto Reis deslocava-se a uma velocidade supersónica de um lado para o outro com os vários afazeres. O Cláudio Boucinha, o José Cabaços e vários outros sócios nossos, como o Miguel Figueiredo, o Alberto Boucinha, o Rui Ferreira, o Rui Martins e nomeadamente os de Coimbra e do Norte deram um contributo importante com o seu trabalho. Os que não me lembro que me perdoem mas o seu contributo está registado. Vários estrangeiros ajudaram mas tenho que salientar a labuta quase de escravos do casal Lambert. A sua nomeação, já efectuada, de sócios honorários da APK é mais do que adequada.

Quando se aproxima o que deveria ser a hora oficial de abertura, a catástrofe acontece. Para meu horror e de todos os que o presenciaram, todas as estruturas da parede esquerda da sala de exposição implodem com grande fragor espalhando água por toda a sala. O primeiro segundo é de estupor mas o segundo é já de reacção, rapidamente se retiram os aquários e os sacos com peixes, peixes que felizmente ainda não tinham sido postos nos aquários, e que estão bem. Tem que se retirar as estruturas, que se revelaram demasiado fracas e limpar a água do chão mas a seguir, que fazer ? O Luís Oliveira propõe a melhor solução, ir comprar de imediato novas estruturas. Aprovada a ideia lá se foi adquiri-las. Ninguém desanimou e todos reagiram com presteza. A consequência mais grave foi o atraso considerável que provocou fazendo com que muitos dos visitantes estrangeiros e nacionais se aglomerassem à porta da sala de exposições à espera de poderem entrar. Os estrangeiros não ficaram minimamente impressionados com a queda das estantes, os escandinavos sorriram quando lhes mencionei o problema e depois contaram-me o que lhes tinha acontecido a ELES em algumas convenções. Há sempre problemas que surgem e o que interessa é que não ficámos a chorar sobre o leite derramado e demos a volta por cima.

A programada assembleia de sócios teve que ser desprogramada, mas o mesmo não aconteceu com as palestras.

Na primeira o Alberto Reis proferiu uma instrutiva sessão, destinada não só aos sócios mas também ao público anónimo que acorreu à Convenção, sobre a "Introdução à Killifilia"; seguiu-se outra por Francisco Malumbres sobre a recolha de espécimes em território da Guiné Equatorial, incluindo a ilha de Bioko, foi particularmente interessante. O nosso amigo Francisco Malumbres, presidente da SEC, já bem conhecido por aqueles que ano após ano vão à convenção da nossa congénere espanhola, é um profundo conhecedor dos habitats dos Killis pois que já fez inumeras viagens de recolha a vários países. A Guiné Equatorial tem a particularidade de há dezenas de anos que não é prospectada no que concerne a Killis. Os registos existentes são velhos e remontam a Scheel. A palestra valeu bem a pena com o discorrer da experiência de Malumbres com a ilustração de belos slides dos habitats e das espécies magnificas que lá se confirma agora a sua existência como A. maculatum, A. mimbon, Diapteron, o Chromaphyosemion de Bioko, o A. batesi- que habita as poças formadas na época das chuvas nas escavações feitas para se retirar areia para construção!- e várias outras. Acabada a palestra volto à sala de exposição e agora sim está à vista tudo aquilo porque lutámos. A sala está já aberta ao público, numeroso por sinal, e estão em exposição cerca de 300 lotes, número impressionante, e que primam pela qualidade. Nomeação de juizes e continuar o trabalho.

Outra palestra, sobre recolha de peixes nos Camarões e dada por Patrice Lambert. O casal Lambert é um ex libris da Killifilia europeia, esta não seria a mesma sem eles. Acompanham frequentemente Francisco Malumbres nas suas viagens e os Camarões são um destino já bem conhecido. Ninguém melhor que Patrice para falar sobre ele. Encontrar de novo os nossos amigos de Espanha é sempre um prazer , o mesmo para os de França. Dos escandinavos só conhecia Henrik Clausen, grande sentido de humor, e foi óptimo conhecer Anita Persson, muito simpática. Mogens Juhl, conhecidíssimo criador que se notabilizou por reproduzir A. joergenscheeli como outros reproduzem guppies, confirmou-me que tem um segredo para o seu êxito com esta espécie.

Os espécimes em exposição eram um regalo para a vista, muitos bons lotes. Vou mencionar apenas aqueles que me chamaram mais a atenção. Do primeiro grupo elejo os F. fallax CI 97, um belo macho com intensa cor laranja. Também um casal de F. sjoestedti USA azul era bastante chamativo assim como o F. mirabilis intermittens Etuku que se distingue dos outros F. mirabilis por a sua cor de fundo ser um verde azulado brilhante e não um castanho escuro. No segundo grupo, mais do que quaisquer outro, o casal de A. mimbon GEMHS 00/12 chamava a atenção de muitos e não foram poucos os que se fizeram a ele no leilão. Tem a particularidade de ser uma rara população da Guiné Equatorial. O A. schlupi OYO tinha a particularidade de ser a primeira vez que o via ao vivo. O A. splendopleure (?) Isla de Bioko GEMHS 43/00 do terceiro grupo era interessante pela sua raridade e pelo padrão de cor. Nos Epiplatys achei curioso o raro E. ansorgei. O grupo dos Rivulus incluía um enorme casal de R. igneus Sentier du Rorota G2000/1, dos R. aff. micropus Preta dÉva presentes um dos casais estava particularmente colorido assim como um dos casais de R. xiphidius. Nos Nothobranchius, eram vários os exemplares perfeitos ou quase. O novo N. eggersi Bagamoyo TZL 51/01 Blue distinguia-se pelo seu azul mais escuro que o habitual nas outras populações azuis da espécie. O N. Kafuensis Kayuni State Farm e o N. ugandensis Busesa UG 99/13 eram-me muito atraentes. No sétimo grupo, Anuais Sul Americanos, o nível médio dos lotes era de alto gabarito. Para mencionar apenas uns poucos, começo por um enorme macho de S. trilineatus João Pinheiro, um igualmente grande casal de Pterolebias longipinnis, um lindo Maratecoara lacortei , um perfeito e impressionante S. magnificus resplandecente em toda a sua beleza e por fim a Austrolebias sp. CXCL001, uma forma afim do A. nigripinnis de fundo negro e pontos azuis que formavam delgadas riscas verticais, uma bela surpresa. No oitavo grupo, o Procatopus aberrans e o Aplocheilichthys spilauchen eram interessantes. Nos grupos de cria Não Anuais a minha selecção, completamente subjectiva, recaiu nos A. joergenscheeli Ngouambanga F1 GJS 00/13, nos Diapteron georgiae Essongville 95 e nos Fundulopanchax marmoratus Mundenba GS1. No último grupo, os pouco comuns Campellolebias brucei e os Simpsonichthys flavicaudatus hellner 2 fixaram a minha atenção. A competição de fotografia teve uma participação razoável embora sem diapositivos.

À noite o banquete constituiu mais uma oportunidade de confraternização. A entrega de prémios também foi muito saborosa para os portugueses devido à abundância de prémios recebidos pelos nacionais. A SEC, a AKFB, a KCF e o grupo basco Killis Taldea da SEC e também tinham prémios a serem oferecidos. Os belgas francófonos quiseram premiar o melhor Epiplatys, os franceses incentivar o esforço killiófilo dos jovens e o escolhido, e bem, foi o Cláudio Boucinha. Os bascos não tinham a certeza de a quem oferecer o seu prémio e por indicação de alguns membros da direcção da APK ele foi oferecido ao Luís Oliveira. Prémio justíssimo para quem ao longo da existência da APK deu sempre um contributo incansável e de qualidade.

Domingo de manhã, depois de eu dormir uma hora, encontro já portugueses e estrangeiros na azáfama de embalar os peixes. O leilão era a prova final que teríamos de passar. Correu bem, os preços mais altos foram pagos por estrangeiros mas alguns portugueses ainda pagaram bem por alguns lotes. O preço mais alto que eu vi ser pago num leilão numa convenção estrangeira foi de 18 000 escudos, a mesma quantia paga cá por um trio de Fundulopanchax fallax CI 97. Arrecadámos uma quantia vultuosa que nos vai dar alguma liberdade financeira. O lanche que se seguiu foi a última oportunidade de contactar alguns dos visitantes e de saber da sua satisfação com o que lhes proporcionámos, vários dos espanhóis declararam de imediato a intenção de voltar para o ano, recompensa maior que esta não há. A conclusão final é que valeu bem a pena todo o trabalho, o que correu menos bem foi rapidamente solucionado e para o ano será ainda melhor com toda a experiência adquirida.

Termina aqui a primeira fase da existência da APK, tendo assim já passado por tudo aquilo que uma associação de Killifilia tem de passar com êxito. Esta nossa primeira convenção foi o atestado pleno de maioridade da APK Termina também para mim, pelo menos por agora, a minha passagem por cargos directivos e executivos da APK. Continuarei o contacto com os meus amigos da APK mas sem nenhuma responsabilidade na associação, até que possa voltar a estar plenamente disponível depois de resolvidos alguns percalços pessoais. Mas apenas no caso de uma catástrofe é que não nos voltaremos a ver na II Convenção Internacional da APK em 2002! Até lá!

Paulo José Alves

Mês AnteriorOutubro, 2017Mês Seguinte
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31
Imagens
Um aspecto da exposição dos peixes :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalUm aspecto da exposição dos peixes :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalVista do exterior: à direita, a entrada para a exposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalO leilão final... :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDesmontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDesmontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDesmontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDesmontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDesmontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDesmontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDesmontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDesmontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDesmontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDiversos :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDiversos :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDiversos :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalDiversos :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalElaboracao de listagens :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalEtiquetagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalI Convenção Internacional da APK 2001 - Exposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExposição fotografias :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExterior :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExterior :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExterior :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalExterior :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalLeilão :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalMontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalMontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalMontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalMontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalMontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalMontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalMontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalMontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalMontagem :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalNothobranchius rachovii :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPalestra :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPalestra :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPalestra :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPalestra :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPalestra :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPalestra :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPalestra :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPalestra :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPalestra :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPalestra :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPrémios :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPrémios :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPrémios :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalPresença do CPA :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalRegisto de entradas :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato OriginalRegisto de entradas :: Clique p/ Ver Imagem Em Formato Original